notícias

MATÉRIA AUTISMO JORNAL DIÁRIO DO GRANDE ABC 20/06/2016

20

junho

Nos últimos anos o autismo ganhou visibilidade. Personagens de novela como a Linda, representada pela atriz Bruna Linzmeyer na obra Amor à Vida, da Rede Globo, em 2014, e famosos que assumiram ter filhos portadores da síndrome, como o apresentador Marcos Mion, ajudaram a abrir as fronteiras para que a sociedade tenha um pouco mais de conhecimento sobre o problema. Mas, ainda assim, falta informação. A síndrome do espectro autista – como os médicos chamam – é um transtorno de desenvolvimento que se caracteriza pela dificuldade na comunicação social e comportamentos repetitivos. O pedagogo e pós-graduado em Educação Infantil, Gestão e Auditoria Ambiental e Educação Inclusiva André Luiz Pinheiro, 45, de São Bernardo, só teve um diagnóstico depois de adulto e após passar anos pulando de médico em médico. “As características vinham desde a minha infância, mas naquela época pouco se sabia sobre o autismo”, conta. Em Destaque S Diante de tamanha dificuldade, decidiu, então, arregaçar as mangas e contribuir para que outras pessoas tenham acesso a mais informações sobre a síndrome e lançou recentemente o segundo livro da carreira, Vinny Hotter e o Mistério das Sete Pedras (Clube de Autores, 284 páginas, R$ 51,76, em média. A versão digital custa cerca de R$ 13,99). Na trama de ficção, Vinny é autista que não conhece os pais biológicos e é maltratado pelos adotivos. A história se passa na sociedade antiga e as pessoas estranhavam seu comportamento. Apesar da trama ser recheada de mistérios, o autor teve o cuidado de incluir todas as características da síndrome na história. No entanto, esse não é o único trabalho voltado para o assunto que Pinheiro desenvolve. Sua primeira obra como escritor deu origem ao livro O Mistério do Palhaço Azul (Clube dos Autores, 41 páginas, R$ 36,36 impresso, R$ 10,76 a versão, em média). A trama se trata de autobiografia na qual o autor conta fases da sua vida e como foi ser diagnosticado com a síndrome. Além disso, desde o início do ano, Pinheiro se dedica a um canal no YouTube (TheANDRELUIZ123), no qual faz postagens semanalmente falando sobre o autismo e assuntos variados. A rádio on-line Xiririca (www.radioxiririca.com.br), que tem nome de palhaço vivido por ele, também se destina ao mesmo fim. 

http://www.dgabc.com.br/Noticia/1976362/sem-limite

visitante

1 4 2 7 2 6

envie seu comentário...

Opps! preencha corretamente os dados

enviar

peça seu som...

Opps! preencha corretamente os dados

enviar